quinta-feira, 24 de maio de 2012

Ao Arthur

Este sobrinho que vos conto
Tinha os seus 4 anos
Quando resolvi apresentar-lhe um livro
Nele continha fotos de anfíbios anuros
sapos, rãs e pererecas
Logo o chamo
Arthur vem cá ver um livro de pererecas
Ele com aquela esperteza só dele
Olhando para mim com seu sorriso maroto e disse:
Perereca de mulher, tio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário